terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Miúdos a Votos






      A Rede de Bibliotecas Escolares e a VISÃO Júnior juntaram-se na organização da eleição dos livros preferidos das crianças e jovens portugueses.

Às crianças e jovens será dada a possibilidade, através de uma eleição realizada em todas as escolas, de votarem no livro de que mais gostaram até hoje.

O processo é semelhante ao de umas eleições políticas, promovendo simultaneamente a leitura e a cidadania: haverá recenseamento, apresentação de candidaturas, campanha eleitoral, votação e escrutínio dos votos, sempre com a participação dos alunos.

Durante a campanha eleitoral, estes defenderão junto dos colegas os seus livros preferidos – podendo fazê-lo em comícios, cartazes, programas de rádio e televisão, sessões de esclarecimento, debates, podcasts…

A Biblioteca Escolar aderiu a esta iniciativa com algumas turmas do 2º CEB.

As turmas do 5º E/F e o 6º A, com o apoio das suas professoras de Português, Conceição Paiva e Paula Alexandra Silva, aceitaram o repto e, neste momento, na EBS Soares Basto, os alunos estão em campanha pelos seus livros favoritos.


segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto


No âmbito do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto (dia 27 de janeiro), o Clube de Cinema irá promover, no dia 30/01/2019, a divulgação do filme "Aristides de Sousa Mendes. O Cônsul de Bordéus"  e, no dia 06/02/2019, o filme "O Filho de Saul",, das 10:05 às 11:35,  no auditório Bento Carqueja.


Para que se conheça um pouco melhor quem foi Aristides  de Sousa Mendes, deixamos uma pequena biografia do Cônsul:


          Aristides de Sousa Mendes do Amaral e Abranches nasceu em Cabanas de Viriato, a 19 de Julho de 1885, no seio de uma família aristocrática rural, católica e conservadora. Ocupou diversas delegações consulares portuguesas pelo mundo fora, entre elas Zanzibar, Brasil, Estados Unidos ou Guiana. Cônsul de Portugal em Bordéus em 1940, ano da invasão da França pela Alemanha nazi na sequência da Segunda Grande Guerra, Sousa Mendes desafiou as ordens expressas do primeiro-ministro, Salazar (que, durante esses anos, manteve a neutralidade de Portugal), e concedeu mais de 30 mil vistos de entrada em Portugal a refugiados de todas as nacionalidades que desejavam fugir de França. 
          Revelando uma coragem e determinação invulgares - e consciente do risco para sua vida e a da sua família -, recusou-se a entregar milhares de pessoas a um destino certo nos campos de concentração nazis. Confrontado com os primeiros avisos de Lisboa, ele terá dito: "Se há que desobedecer, prefiro que seja a uma ordem dos homens do que a uma ordem de Deus". 
          Aristides de Sousa Mendes faleceu na miséria, a 3 de Abril de 1954, no hospital dos franciscanos em Lisboa.



terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Cai a Chuva no Portal


Cai a Chuva no Portal


Cai a chuva no portal, está caindo
Entre nós e o mundo, essa cortina
Não a corras, não a rasgues, está caindo
Fina chuva no portal da nossa vida.
Gotas caem separando-nos do mundo
Para vivermos em paz a nossa vida.


Cai a chuva no portal, está caindo
Entre nós e o mundo, essa toalha
Ela nos cobre, não a rasgues, está caindo
Chuva fina no portal da nossa casa.
Por um dia todos longe e nós dormindo
Lado a lado, como páginas dum livro.



Lídia Jorge, (Inédito)
Fonte

Leituras com QR


Numa atividade em parceria com as professoras titulares de turma das EB 1 do Agrupamento, a BE promoveu a Literacia dos Média.
Com a App “QR Code” e os textos da Educação Literária, os alunos “navegaram” pela sala de aula, procurando informação nos QR Codes espalhados  de forma aleatória. Foi com bastante satisfação que as PB verificaram que a atividade foi bastante do agrado dos alunos, que de tablet na mão, responderam a perguntas sobre “Vamos contar um segredo ...” de António Torrado e “A girafa que comia estrelas” de José Eduardo Agualusa.
Para a próxima semana será a vez dos alunos do 4º ano também “navegarem” na App, desta vez usando o texto “O menino recompensado” de António Botto.




quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Eu vi... campeonato de xadrez

Hoje a nossa biblioteca acolheu o campeonato de xadrez Interescolas de Entre Douro e Vouga.

Dezenas de alunos  defrontaram-se para o apuramento dos futuros representantes dos  agrupamentos  no campeonato regional.

Este evento foi da responsabilidade do grupo / equipa do Desporto Escolar do AE soares Basto (mais concretamente do Prof. José Carvalho) e contou com a colaboração e ajuizamento do Prof. Paulo Azevedo.

Relembramos que no ano letivo anterior, o vencedor da fase distrital, foi um aluno do nosso agrupamento.

A BEMS, por razões óbvias encontrou-se encerrada para que esta atividade decorresse com normalidade.

Ficam aqui alguns registos para memória futura.




terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Trabalhando com... Sophia de Mello Breyner

6 de novembro de 1919 (Porto)
2 de julho de 2004 (Lisboa)
Já começaram as comemorações para o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner.
A BE do AE Soares Basto participará nestas comemorações, junto dos alunos do Agrupamento, de modo a elevar, relembrar e estudar este nome maior da Literatura Portuguesa.


 Quem és tu

Quem és tu que assim vens pela noite adiante,
Pisando o luar branco dos caminhos,
Sob o rumor das folhas inspiradas?

A tua perfeição nasce do eco dos teus passos,
E a tua presença acorda a plenitude
A que as coisas tinham sido destinadas.

A história da noite é o gesto dos teus braços,
O ardor do vento a tua juventude,
E o teu andar é a beleza das estradas.

Sophia de Mello Breyner Andresen | "Antologia", pág. 20 | Círculo de Poesia Moraes Editores, 2ª. edição, 1975