quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Halloween

As atividades do MIBE terminaram com a festividade do Halloween em sala de aula. Para realçar o tema deste ano, as PB fizeram um périplo por países dos vários continentes de forma a mostrar aos alunos que as tradições estrangeiras se misturam com as culturas e tradições de cada país, tornando o mundo cada vez mais parecido.
Conhecido mundialmente como o “Dia das Bruxas”, o Halloween tem as suas origens em celebrações pagãs de origem celta. Esta festividade tinha como princípio festejar o fim das colheitas e do verão e ao mesmo tempo partilhar saberes de medicina popular, sendo que essas pessoas eram designadas por “bruxas”, “feiticeiros” ou “druidas”. As fartas fogueiras, a algazarra e as risadas “demoníacas”, talvez provocadas pelo excessivo consumo de hidromel, enchiam a imaginação dos que não participavam nessas reuniões, nascendo, assim, uma das mais lendárias tradições humanas.
Celebrado em diversos outros países, inclusive em Portugal, o Halloween é hoje uma festa na qual se traja e encarna personagens (ligadas ao oculto ou não, dependendo do país) e se dá largas à imaginação, com partidas feitas porta a porta e /ou com adereços mais assustadores.
Para aqueles que sofrem de “parascavedecafriafobia”, o Halloween é sintomático de pavor e medo, sendo que os fãs destas festividades aproveitam bem esta fobia para polvilhar de fantasia as suas “diabruras”.

Na BEMS, os alunos tiveram oportunidade de apreciar os trabalhos realizados pelos colegas que participaram com as suas Jack O’ Lanterns. Nesta exposição temática as PB destacaram o fundo documental adequado a esta época e divulgaram-no como motivação para a leitura recreativa.



Sem comentários:

Enviar um comentário