quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Alunos do 5º ano têm Formação de Utilizadores


À semelhança do que se tem vindo a desenvolver, a BE e sua equipa têm encetado uma série de atividades no âmbito do seu Plano Anual de Atividades no que à formação de Utilizadores diz respeito.
A primeira dessas atividades é a visita guiada dos alunos do 5º ano à Biblioteca Escolar Madalena Sotto (BEMS) na qual se apresenta a equipa, se dá a conhecer os vários espaços e os recursos existentes.
Uma característica importante que a equipa não deixa de focar é a necessidade de cumprir algumas regras básicas ao bom funcionamento deste espaço, que abrange uma população muito diversificada de alunos de vários ciclos, professores e auxiliares de educação que veem na BE um bom local de trabalho e um espaço de referência na escola.
Foi dada particular relevância à forma como o fundo documental está organizado através de uma explicitação mais aprofundada do significado e importância da Classificação Decimal Universal (CDU). Também foi divulgada a implementação do código ColorADD no fundo documental em livro.

Por fim, a leitura recreativa e a sua pertinência para o desenvolvimento intelectual dos alunos, não foi esquecida, tendo a equipa elaborado um “hide and seek” com frases do livro ”Se eu fosse um livro” de José Jorge Letria. A atividade foi um sucesso e a leitura dos cartões foi feita em jogral, pelo que os alunos perceberam que ler não é uma tarefa pesarosa, enfadonha mas, muito pelo contrário, a leitura abre a mente para outros mundos.
Indo um pouco ao encontro do tema das comemorações do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE) a nossa BE está sempre ao rubro e é brutal, assume-se como um recurso indispensável na escola.
Aos Docentes que colaboraram connosco trazendo as suas turmas à BEMS, o nosso bem-haja.


quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Terramoto de lisboa

Trabalhando com a disciplina de História, fica aqui uma reprodução do que foi o terramoto de lisboa a 1 de Novembro de 1755




terça-feira, 22 de setembro de 2015

Orfeu Rebelde - Miguel Torga

ORFEU REBELDE

Orfeu rebelde, canto como sou:
Canto como um possesso
Que na casca do tempo, a canivete,
Gravasse a fúria de cada momento;
Canto, a ver se o meu canto compromete
A eternidade do meu sofrimento.

Outros, felizes, sejam os rouxinóis...
Eu ergo a voz assim, num desafio:
Que o céu e a terra, pedras conjugadas
Do moinho cruel que me tritura,
Saibam que há gritos como há nortadas,
Violências famintas de ternura.

Bicho instintivo que adivinha a morte
No corpo dum poeta que a recusa,
Canto como quem usa
Os versos em legítima defesa.
Canto, sem perguntar à Musa
Se o canto é de terror ou de beleza.


Miguel Torga
(Adolfo Correia da Rocha)

domingo, 20 de setembro de 2015

Receção aos alunos: As BE do Agrupamento deram as boas-vindas


A equipa deu as boas-vindas aos alunos e Pais/EE do Agrupamento, abrindo as portas da Biblioteca Escolar Madalena Sotto para uma apresentação inicial dos seus espaços e serviços que vão ser, certamente, uma mais-valia para os seus utilizadores, ao longo do novo ano letivo.


           Nos dias 16 e 18 de setembro, as Professoras Bibliotecárias, Odete Costa, Isabel Costa e Paula Sousa estiveram na BE Madalena Sotto dando as boas-vindas aos alunos da escola sede, diretores de curso e de turma, docentes acompanhantes e muitos Pais/EE que visitaram este espaço, reforçando o seu papel no apoio ao sucesso escolar e pessoal dos alunos e incentivando a colaboração dos encarregados de educação na promoção do livro e da leitura, tão importantes no desenvolvimento de capacidades e aprendizagens dos nossos jovens.

         Proximamente, as Professoras Bibliotecárias irão passar pelas escolas do 1º CEB e Jardins de Infância para dar as boas-vindas aos alunos e seus docentes, neste novo ano letivo e reiterar o apoio e a colaboração das BE nas aprendizagens dos alunos.

      A equipa das BE do Agrupamento deseja a toda a comunidade escolar um bom ano letivo de 2015/2016 e...
                                                  BOAS LEITURAS!


quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Um texto da autoria de uma colega nossa agora no regresso às aulas

                    O PROFESSOR JOÃO E A ESCOLA

O Professor João saiu da escola.
A custo passou pelo meio dos alunos. Ao contrário dos outros dias nem se deu ao trabalho de os cumprimentar, como fazia sempre, na sua perseverança pela defesa das regras sociais básicas. Acreditava que o cumprimento genuíno unia as pessoas.
Mas... hoje ia zangado! Demasiado zangado com a Escola. Farto da escola...
Ele que nunca fora nostálgico ia a lembrar-se do tempo em que a escola era para si um contínuo prazer. Como naquela época já longínqua, em que cheio de problemas pessoais de vária ordem a escola era um escape: as aulas, o contacto com os alunos, as discussões com os colegas... um outro mundo que o realizava!

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Campanha "Dá Vid'ó Livro"


CAMPANHA DÁ VID’Ó LIVRO 2015


(7 de Setembro, 15)



Na passada segunda-feira, 07/09/2015 realizou-se uma reunião com a Associação de Pais da EB/JI nº1, na BEMS, pelas 18:30, com o objetivo de finalizar a Campanha “Dá Vid’ó Livro”, uma iniciativa conjunta da referida Associação e Biblioteca Escolar do AE Soares Basto, através das Professoras Bibliotecárias (PB), Odete Costa, Isabel Costa e Paula Sousa.

Esta campanha, que se realizou no mês de junho e julho, tinha como objetivo a recolha de livros não só no Agrupamento, mas também na comunidade envolvente, com o intuito de aumentar a oferta em termos qualitativos e quantitativos das bibliotecas do Agrupamento.

Este evento foi largamente divulgado e a adesão foi bastante positiva. Foram oferecidos 455 livros, já selecionados, de acordo com a faixa etária dos utilizadores das bibliotecas do Agrupamento.

Havia que decidir a forma de “dar vida” aos livros tão gentilmente oferecidos pela comunidade.
Assim, na referida reunião, foi aceite a proposta das PB para que os livros mais dirigidos aos alunos do 1º CEB sejam enviados, numa 1ª fase, para as escolas do 1º CEB do Agrupamento que não possuem biblioteca escolar (EB de Madail e EB do Cruzeiro) nas habituais “Maletas literárias”, podendo, mais tarde, seguirem para as outras escolas.