quarta-feira, 13 de junho de 2018

Poema de aluna

       Porque não há fronteiras para o amor,  aqui fica o registo de um soneto escrito por Gabriela Costa, do 8ºA, durante a aula de Português, da Professora Lurdes Silva.

       A escrita criativa é sempre bem acolhida pela Biblioteca Escolar. Parabéns gabriela



(poema baseado no “Amor é fogo que arde sem se ver” de Luís de Camões)


Amor é amar e não ser amado
É chama que queima e mar que apazigua
É mergulhar num mar de sentimentos
É afundar numa revolta emocional.

É uma necessidade humana
é um suspiro de uma alma solitária
é querer ter e não poder
é procurar no outro o que não encontramos em nós.

É algo que dói no nosso coração
É uma exigência do ser humano
É encontrar a paz no meio do caos.

Mas se é assim tão contraditório
Se é tão destruidor e nos deixa sem chão
Porque é que ainda o procuramos?


Gabriela Costa, 8ºA

Sem comentários:

Enviar um comentário